Curta nossa fanpage

Curta a página dos editores

Pesquisar este blog. PARA FOTOS, CLIQUE NA ABA "FOTOS" ABAIXO DA LOGO DESTA PÁGINA

BLOG FALANDO DE DANÇA, BY LEONOR COSTA

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Leia aqui o ofício para tombamento da Estudantina, enviado à prefeitura do Rio de Janeiro pelo deputado federal Jean Willys




Como muitos leitores e artistas que leram a coluna do Caetano Veloso publicada no Segundo Caderno do jornal O Globo, no domingo dia 19/08/12, o deputado federal pelo RJ Jean Willys encampou a causa e expediu um bem formulado ofício ao prefeito do Rio, dia 20/08, muito bem fundamentando as razões pelas quais a prefeitura deveria desapropriar e fazer o tombamento histórico do prédio da gafieira. Vale a pena ler a íntegra do ofício.

Ofício para tombamento da Estudantina, enviado à prefeitura do Rio de Janeiro


Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2012

OFÍCIO Nº 05/2012

Ao Sr. Prefeito do Rio de Janeiro,
Eduardo Paes

Caro Eduardo,

Venho pela presente solicitar sua intervenção, como prefeito da cidade, para garantir a preservação e a continuidade da Estudantina Musical, que corre risco de fechar. Sei que vários artistas e instituições da cidade têm te procurado pelo mesmo motivo – eles também me procuraram – e quero te expressar, como deputado federal e representante para o Rio de Janeiro da Frente Parlamentar pela Cultura, minha própria preocupação e minha adesão a esse pedido cidadão que busca salvar o que já é um imenso patrimônio de todos nós cariocas.

Como o meu querido Caetano Veloso lembrou em coluna para o jornal O Globo no domingo, a Estudantina Musical existe desde os anos 1920 e é um elemento crucial na amarração da cultura do Rio de Janeiro. Artistas da talha de Luiz Gonzaga, Baden Powell, Hermeto Pascoal, Gilberto Gil, Liza Minelli e o próprio Caetano passaram pelo seu palco, que desde 2008 leva o nome de Maria Bethânia, e também foram ali gravados filmes históricos do cinema brasileiro e várias novelas de grande sucesso e popularidade.

Tudo isso pode se perder se, como está para acontecer, o prédio for vendido e a Estudantina perder sua casa. É uma parte da nossa história que desaparece.

A Estudantina é um desses espaços que, além de nos trazer à memória toda uma época da cultura carioca, continua vivo e presente como uma ponte da nossa juventude com a história da identidade cultural da cidade e, ao mesmo tempo, com um presente de novas criações.

Manter a Estudantina no local onde ela está, na Praça Tiradentes, deve ser fundamental para uma gestão preocupada com o fortalecimento da história da cidade e a preservação dos bens culturais. A Estudantina Musical é um bem cultural insubstituível tanto quanto o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar ou o pôr do sol na orla da praia.

Por isso, como parlamentar eleito pelo povo do Rio, venho pedir que a Estudantina Musical seja salva, no lugar que ela já ocupa, através do tombamento do prédio como patrimônio histórico e cultural da cidade e entregue a atual direção do senhor Izidro, como já foi feito com outros espaços tão caros à nossa cultura popular, dos quais um dos mais recentes foi o prédio do Cordão da Bola Preta.

Atenciosamente,

JEAN WYLLYS DE MATOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postagens populares